Airton fala do PSS, da Habilitação Policial e da Medida Provisória que trata do nosso reajuste

Procurado insistentemente na ultima sexta-feira por alguns colegas, indagando sobre os processos relativos ao PSS e o de Indenização de Habilitação Policial, o presidente Airton Procópio, tem a esclarecer que apesar da promessa feita a ele Airton o colega Poeta e o advogado Breno de Paula, pelo desembargador Rodrigo, que iria encaminhar e decidir rapidamente o processo do PSS, até agora o desembargador não o fez e que o advogado Breno de Paula e também o Sindicato vêm diariamente acompanhando eventual movimentação desse e do outro processo.

Já com relação ao Processo relativo a Indenização de Habilitação Policial que tem á frente a desembargadora Gilda que se mostrou bem sensibilizada com os nosso apelos e ocorreu movimentação estando na pauta para julgamento no próximo dia 24 de abril, o que é com certeza uma boa noticia para todos nós.

Outro tema que tem sido motivo de preocupação por parte dele Airton Procópio é com relação à Medida Provisória 765 que trata do nosso reajuste salarial para os próximos três anos. Informa Airton que tem mantido contatos freqüentes com os presidentes dos sindicatos de outros Estados, principalmente com Sadisley Andrade de Roraima, que já esteve mais de uma vez com o Senador Romero Jucá que garantiu que está tudo devidamente organizado e a votação e aprovação ocorrera dentro do prazo previsto que é 2 de maio próximo. Como além de nós, estão nessa medida provisória mais sete carreiras típicas de Estado e todas bem influentes a aprovação ocorrerá sem maiores problemas.

Já em Rondônia além Marcos Gurgacz, sobre a medida provisória, tendo inclusive recebido o expediente do senador Acir a respeito dessa nossa solicitação, se prontificando a ajudar no que for preciso, por ser segundo ele, de inteira justiça.

Com relação ao companheiro Raimundo Nonato Silveira, vítima de um AVC, que paralisou parte do seu corpo, esclarece Airton que já acionou o diretor Victor Hugo, para prestar ao mesmo toda assistência possível, ajudando assim na recuperação desse nosso colega.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.