Airton informa que processo do PSS transitou em julgado

obre a isonomia, cujos recursos se encontram retidos na conta-corrente de cada um dos substituídos no Banco do Brasil, transitou em julgado ontem dia 18 e o advogado Breno de Paula, que vem acompanhando com muita dedicação este processo e os demais sob sua alçada, comunicou Airton Procópio e ontem a tarde e na madrugada viajou a Brasília, onde irá pessoalmente conversar com o magistrado da 14ª Vara Federal para resolver de vez e concluir tal processo.

Há alguns dias Breno de Paula havia solicitado para que o magistrado decidisse de uma vez por lá e agora vai ratificar o pedido e caso o juiz não atenda e resolva devolver o processo para a origem, a Primeira Vara em Rondônia, não restará alternativa, ao advogado a não ser requerer para que a magistrada decida de uma vez na Justiça Federal em Rondônia, já que não existe mais nenhuma pendência ou qualquer assunto a ser decidido, ou seja, já ocorreu o trânsito em julgado.

Ainda em Brasília, Breno de Paula vai trabalhar também no Processo de Habilitação Policial, que já ele Breno, havia solicitado a magistrada Gilda Maria Carneiro Siggmarinda Seixas para individualizar os valores, para que assim fosse pago via RPV, evitando o pagamento através de precatório, pois no caso de precatório, só iríamos receber em 2019, já que os precatórios do ano seguinte têm que ser fechados até o dia 1 de julho do ano anterior, ou seja, os precatórios que serão pagos em 2018, foram fechados na data até a data limite acima citada. Tal processo teve a pauta de julgamento publicada no dia 11 último.

Airton Procópio teve portanto duas importantes reuniões na data de ontem, com o advogado Helio Vieira e com o advogado Breno de Paula. Os contatos continuam com ambos os advogados e com relação Breno de Paula, tão logo o mesmo retorne de Brasília passará novas informações, já que é um assunto que interessa a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.