AVISO IMPORTANTE

Uma empresa sediada em Brasília vem enviando correspondências aos nossos sindicalizados, informando sobre um pseudo ‘seguro’ em valores que chegam até R$ 72 mil, porém antes do recebimento a pessoa terá que desembolsar 5% do valor a ser recebido, como honorários, esquecendo que para se receber seguro na existe a menor necessidade a trabalhos advocatícios.

Na citada correspondência, tal empresa utiliza como início do seguro a data do ingresso do policial no serviço público, o que aconteceu com o nosso colega sindicalizado Pedro Marinho, numa coincidência no mínimo suspeita, pois ficam claro que tais pessoas tiveram acesso as fichas funcionais do nosso pessoal.

De posse de tal documento e acostumado com tantas falcatruas que vivenciou e investigou na sua vida profissional o sindicalizado Pedro Marinho, em pleno expediente ligou para os quatro números existentes na correspondência, porém sem sucesso, ficando claro ser uma estratégia de tais pessoas, para assim telefonar só no dia seguinte para o número registrado no bina, deixando a pessoa bem ansiosa, para o golpe se consolidar com mais facilidade.

Ao receber o telefone de tal empresa Pedro Marinho falou da sua estranheza, pois jamais fez ou pagou tal seguro e deixou claro que a data constante em tal documento era exatamente a do seu ingresso no serviço publico como delegado de polícia, cargo que fez questão de enfatizar, momento então que o sujeito e apressou em desligar o telefone, dizendo que iria se certificar melhor e voltaria a telefonar para o mesmo, que jamais aconteceu.

Preocupados com os colegas sindicalizados, Pedro Marinho entrou em contato com a diretora do Sinpfetro e comunicou o fato e a necessidade de colocar o presente aviso no site, para assim alertar a todos para não se deixem levar por tal vigarice, que aparentemente visa arrancar dinheiro das pessoas.

A diretoria do Sinpfetro na pessoa do seu presidente Airton Procópio, recomenda ao s sindicalizados que ignorem tal documento e busquem o Sindicato e nos entreguem uma cópia, pois em Brasília vamos procurar A Direção Geral da Polícia e solicitar as devidas providencias sobre tais correspondências que nos parecem bem suspeitas e tais pessoas podem estar lesando incautos por todo o Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.