As aventuras de um delegado, uma escrivã e dois policiais no longínquo povoado de Colorado do Oeste, extremo sul de Rondônia

Hoje trazemos uma aventura do Dr. Jackson Abílio de Souza e da Escrivã Delma Somoza Burton nas bandas […]


As aventuras de um delegado, uma escrivã e dois policiais no longínquo povoado de Colorado do Oeste, extremo sul de Rondônia

Hoje trazemos uma aventura do Dr. Jackson Abílio de Souza e da Escrivã Delma Somoza Burton nas bandas de Colorado do Oeste, onde esse pequeno lugarejo, composto em sua maioria por serrarias e pequenos agricultores, pertencia ainda ao Município de Vilhena, sendo um dos seus Distritos.
No início de 1979 existia ali uma subdelegacia que tinha como Subdelegado o Valdir e um agente de Polícia de nome Wilson, recém contratado e que naquele local cheio de poeira, pó de serrarias, um calor escaldante, aventureiros de todos os rincões do Brasil, tomou uma cervejas a mais, vindo a discutir com o seu superior, que aproveitando seu estado etílico e com ajuda de outros moradores, o colocou na cela da pequena delegacia, feita de tábuas e troncos, com uma grade de ferro e duas camas.
Após as 20 horas a energia era desligada e só retornava no outro dia por algumas horas, aproveitando a escuridão e o deserto das ruas, entraram na Delegacia e encontrando o Policial dormindo, por entre as grades, dispararam impiedosamente contra ele, que veio a óbito instantaneamente.
Dr. José Mário Alves da Silva e Dr. Luis Glaysman, ciente pela manhã do acontecimento, deslocou para o município de Vilhena e Distrito de Colorado, o Delegado Jackson Abílio e a escrivã Delma Somoza Burton, conforme portaria publicada no Diário Oficial do Território Federal de Rondônia e também a fotografia do Dr. Jackson e Delma tocando o inquérito.
Conforme já relatei outras vezes, eu e Sérgio Barriga fomos também depois designados para dar continuidade nas investigações, que conclui Dr. Jackson Abílio, no excelente inquérito elaborado por ele e Delma Somoza, no indiciamento do Subdelegado Valdir, que fugiu de Colorado do Oeste, sendo localizado depois (1980/81) em Cascavel/PR, onde havia montado uma pequena loja de fotografias, onde fui recambia-lo para Rondônia do presídio de Foz do Iguaçu.
O mesmo chegando a Porto Velho, foi a julgamento, sendo condenado a 10 anos de cadeia.
Texto de João Paulo das Virgens
FOTOS do acervo pessoal de Delma Somoza Burton.


Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email