Moraes critica palpiteiros do setor de segurança

Josias de Souza
Eraldo Peres/AP

Ex-secretário de Segurança do governo tucano de Geraldo Alckmin e ex-chefe da pasta da Justiça sob Michel Temer, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, está aborrecido. Deve-se a irritação do magistrado ao excesso de “palpites” sobre um tema que lhe é caro: a segurança pública. O desgosto de Moraes transbordou para as redes sociais.

“Triste vermos tantos ‘especialistas’ em segurança pública dando palpites, sem nunca ter atuado na investigação ou no processo penal”, ralhou Alexandre de Moraes no Twitter. “Não conhecem a polícia, o Ministério Público ou a Justiça, mas se sentem competentes para criticar, ignorando a dor das vítimas. Incompetência pura.”

No momento, Moraes coloca todos os seus conhecimentos a serviço de uma comissão de juristas que elabora projetos de lei para enderecer o combate ao crime organizado. Faz isso com a experiência de quem não conseguiu domar o PCC em São Paulo. Decerto aplica à nova tarefa os conhecimentos proporcionados pelo fracasso do Plano Nacional de Segurança Pública, que anunciou há um ano, ainda na pele de ministro da Justiça.

Toda a especializacão de especialistas como Alexandre de Moraes não tem sido suficiente para deter o avanço da criminalidade que apavora os brasileiros. Incompetência? Não, não. Absolutamente. O problema é que o especialista em segurança pública acaba sempre passado pra trás pela bandidagem, que não entende nada de segurança, mas é especialista em passar pra trás.

Foto Eraldo Peres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.