O presidente Airton Procópio parabeniza o Sinsepol e os colegas do Estado

O presidente do Sinpfetro Airton Procópio fez questão de utilizar este espaço para enaltecer o trabalho que vem sendo realizado pelo Presidente do Sinsepol, Rodrigo Marinho, que junto com a sua diretoria vem realizando um trabalho excepcional naquele sindicato, que abriga nossos colegas da Polícia Civil, sendo muitos deles que até trabalharam conosco nas muitas unidades policiais do Estado, restando por conta dessa salutar convivência profissional, amizades muito fraternas, razão pela qual as vitorias obtidas pelo Sinsepol nos alegra a todos.

A Diretoria do Sinsepol há muito vinha lutando para melhorar a questão salarial dos seus sindicalizados, que se encontravam praticamente há cerca de quatro anos sem reajuste, o que levou a categoria a fazer diversos movimentos reinvidicatório sendo o mais recente a invasão pacífica do plenário da Assembleia Legislativa, com os policiais dormindo no nas cadeiras e até no chão, No total, foram nove dias ininterruptos de permanência na sede do Poder Legislativo do Estado, almoçando, jantando, e cantando os hinos de Rondônia e o da Polícia Civil dentro daquela Casa Legislativa.

Com a permanência dos policiais no plenário da Assembleia Legislativa, e contando com o apoio de todos os parlamentares, os secretários da Casa Civil e da Administração resolveram ouvir as reinvidicações dos policiais e após muitas audiências finalmente na semana passada o presidente Rodrigo Marinho anunciou que todos os servidores da Polícia Civil de Rondônia recebem, já na folha de pagamento deste mês janeiro, os valores correspondentes ao realinhamento salarial dos vencimentos em seu contra-cheque.

Como explicou Rodrigo a Airton, o realinhamento – regulamentado pela Lei 3961 de 2016- vai corrigir graves injustiças e, valorizar todos os servidores da instituição policial. A implantação do realinhamento aos salários é fruto de muita luta, onde foi mudada a Lei 1041/2002 que fixava a remuneração dos integrantes da Polícia Civil, onde a o salário inicial era de R$ 3.330,00 e após 30 anos, de trabalho, se aposentava com salário de R$ 4.400, 00, sem direito à paridade e integralidade. Com a implantação dessa Lei em janeiro deste ano, o salário do policial saltará, para um vencimento inicial de R$ 4.570,00, e o final, para R$ 6.090,00. A medida é um grande passo para avançarmos na melhoria salarial da categoria e a união da categoria foi fundamental para aprovação, disse Rodrigo Marinho.

Para ele Rodrigo Marinho, os deputados estaduais Léo Moraes e Maurão de Carvalho foram peças importantes para que a categoria obtivesse seu direito reconhecido pelo governo de Rondônia. Ainda há expectativa para este ano de ampliar a luta para conquistarmos ainda mais direitos para a categoria.

Informa Airton que em conversa com Rodrigo, ouviu dele que outra pauta importante para nossos colegas do Estado é o pagamento de precatório outra luta árdua que o Sinsepol vem travando em prol dos seus sindicalizados, já tendo participado de várias reuniões com o procurador-geral do Estado de Rondônia, Juraci Jorge da Silva, tendo como pauta os precatórios.

Segundo ainda informou Rodrigo a Airton, ele com a ajuda dos seus diretores, conseguiram com muita luta a promoção dos servidores de março de 2017, mais de 350 servidores foi efetivada em dezembro de 2017 nos referidos contra-cheques e o retroativo desta promoção, está confirmada para o pagamento de janeiro corrente e ainda falou o mesmo que com relação à promoção de setembro 2017, encontra-se na mesa permanente de negociação do governo. A diretoria do Sinsepol está atenta e trabalhando para destravar esse processo, para que não ocorra o mesmo atraso para efetivação da promoção.

Além das conquistas para os servidores, Airton Procópio fez questão de registrar que apesar das dificuldades, Rodrigo Marinho fez grandes reformas na Sede do Sindicato, no hotel de trânsito e na sede campestre, sendo o seu próximo objetivo a troca dos dois veículos do Sinsepol, ambos com mais de cinco anos de uso.

Por fim exaltou Airton, a forte ligação que ele vem mantendo com o Sinsepol, na pessoa do seu presidente e demais diretores, tendo Rodrigo honrado todos os compromissos assumidos com ele Airton, permitindo sem nenhum embaraço, que os processos que dizem respeito aos sindicalizados do Sinpfetro, sejam acompanhado por ele Airton, sejam aqueles que já se encontram na reta final, bem como demais que ainda se encontram em fase de julgamento. Outra questão respeitada por Rodrigo Marinho, diz respeito ao fato de que ele assegurou ainda na sua campanha, que enquanto fosse presidente do Sinsepol, jamais entraria na Justiça com qualquer processo relativo aos federais, pois entende que existe mais legitimidade do Sinpfetro.

Para Airton essa comunhão de pensamento e o respeito existente entre os dois presidentes é bastante salutar para todos, seja para os servidores policiais do quadro da União, seja para aqueles do quadro do Estado, pois a união da categoriqa é mola mestra para que atingimos todos os nossos objetivos. Concluiu o presidente Airton Procópio.