Sinpfetro acompanha processos em Brasília

A diretoria do Sinpfetro (Sindicato dos Policiais Civis do Ex-Território Federal de Rondônia) tem acompanhado os processos de interesse da categoria que ainda tramitam no âmbito do governo federal. Com o objetivo de verificar de perto o andamento das ações movidas pela entidade sindical, o presidente Airton Procópio tem ido a Brasília onde, junto ao advogado Marcelo Lavocat Galvão, que defende os interesses da categoria na capital federal, percorre os organismos federais. Airton Procópio trabalha no sentido de que seja dada preferência aos processos do Continue lendo

Governo estende prazo para grevistas aceitarem proposta

Governo estende prazo para grevistas aceitarem proposta

Integrantes da Condsef e Sérgio Mendonça (centro) Secretário de Relações de Trabalho do Ministério do Planejamento. Negociador prevê acordo com fiscais do Ministério da Agricultura. BRASÍLIA – Em mais uma rodada de negociações com o governo, sindicatos de servidores federais rejeitaram ontem a proposta do governo de reajuste de 15,8% em três anos, apresentada em reuniões no Ministério do Planejamento. Até as 19h, quatro dos seis encontros tinham acabado sem acordo. Coube ao secretário de Relações de Trabalho do Planejamento, Sérgio Mendonça, reiterar aos sindicalistas Continue lendo

Planejamento diz não e PF mantém greve

Na reta final das negociações entre o governo e os servidores públicos civis do Executivo, os policiais federais cercaram ontem o Ministério do Planejamento para reforçar o clima de beligerância entre a categoria e a presidente Dilma Rousseff. Eles voltaram a cobrar a reestruturação das carreiras, que resultaria em aumentos salariais de até 71%, mas ouviram um novo não do secretário de Relações do Trabalho, Sérgio Mendonça, encarregado pelo Palácio do Planalto de apresentar a oferta de reajuste de 15,8% entre 2013 e 2015. Primeiros Continue lendo

PF, PRF e Receita rejeitam oferta e mantém greve

Em nota, categoria informa que sindicatos aprovaram paralisação por tempo indeterminado. Annildo Mendes, de O Estado de S. Paulo O ultimato da presidente Dilma Rousseff, que mandou cortar o ponto e até demitir os grevistas que cometerem excessos, produziu efeito contrário entre os servidores da Receita, da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Federal (PF), chamados de “sangue azul” por receberem os salários mais altos. As três categorias recusaram a proposta de 15,8% de reajuste, a mesma feita pelo Ministério do Planejamento ao conjunto dos Continue lendo

Judiciário rejeita reajuste de 15,8%

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Carlos Ayres Britto, já começou a se movimentar para convencer a presidente Dilma Rousseff a conceder o mesmo reajuste oferecido aos servidores do Executivo para seus subordinados do Judiciário. Ao que parece, o ministro teve sucesso com a presidente, apesar das duras palavras que ela vem dirigindo contra os que chama de funcionários de “sangue azul”, privilegiados com altos salários. Mas não com a categoria em greve. A proposta de aumento de 15,8%, dividido em três anos, Continue lendo