Salário mínimo sobe menos que o esperado, já que estimativa era de R$ 945,80

O final de dezembro foi marcado pelo anuncio do novo salário mínimo. Matematicamente o valor significou aumento de R$ 57, valor este que entra em vigor a partir de janeiro, no bolso dos trabalhadores. Segundo o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão o novo valor do salário mímino, trará aumento R$ 38,6 bilhões da atual massa salarial de boa parte dos brasileiros.

O valor poderia ser maior. A estimativa era que o salário mínimo ficasse R$ 8,8 a mais do que foi decretado, ou seja, R$ 945,80. O plano do governo é que esse valor seja anunciado como salário mínimo apenas em 2018. A razão pelo “corte” se deve pela baixa registrada no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que serve de base para cálculo do reajuste para o salário mínimo.

Reajuste salarial Uma queda expressiva das despesas com pessoal foi motivo para o reajuste de nove categorias de servidores públicos, anunciada na última semana de 2016 pelo governo. A queda foi de 4,6% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2009 para 4,1%, estimativa de 2017. Segundo o governo, o aumento não altera em nada a estabilidade das despesas de pessoal.

As categorias comtempladas são: diplomata, policial civil dos ex-territórios (Acre, Amapá, Roraima e Rondônia), carreira de infraestrutura, oficial de chancelaria, auditoria-fiscal do Trabalho, assistente de chancelaria, auditor-fiscal da Receita Federal, perito médico previdenciário, além dos profissionais que fazem parte do Programa Mais Médicos.

Fonte: Economia – iG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.