Suicídio em Rondônia – Enforcamento na cela.

WhatsApp
Facebook
Twitter

Suicídio (Enforcamento)

Ainda no princípio da década de 80, na qualidade de perito criminal/diretor/IC/DPT/SSP/RO, por solicitação do órgão competente, compareci a Sede da Policia Federal em Porto Velho, onde tive como objetivo, efetuar um levantamento pericial em uma das celas ali existentes, local onde ocorrera uma morte violenta (suicídio).

Antes da realização do levantamento técnico pericial, tive a informação de que se tratava de um indivíduo traficante de drogas, dentre outros que estavam sendo procurados.

Ao adentrar na aludida cela, constatei tratar-se de uma pessoa do sexo masculino, cor morena, compleição franzino, cor morena, estatura média 1,74m, achava-se de cueca, na posição vertical, cabeça pendida para a direita, com os dedos dos pés tocando ligeiramente o piso, preso a um laço artesanal feito com tecido de calça jeans, cor preta, com uma de suas extremidades fixa a uma grade de ferro situada na parede dos fundos do xadrez, e a outra envolvendo o seu pescoço.

Um detalhe que nos chamou a atenção: membros superiores esticados e paralelos ao corpo, com as mãos ermeticamente fechadas, em razão de contrações musculares.

Ditas características, definem como sendo a modalidade de asfixia mecânica determinada pela constrição do pescoço por um laço cuja extremidade se achava fixa a um ponto dado, agindo o próprio peso do individuo com força viva.

Quando o laço é acionado pelo próprio peso do corpo da vítima, esta, imediatamente perde a consciência, isto é, mesmo se debatendo contra parede ou outro obstáculo fixo, não tem o ânimo de poder erguer os braços na tentativa de livrar-se do laço.

É importante ressalvar a que a autoridades processastes no caso os colegas delegados, não devem permitir que presos, como traficantes de drogas ilícitas e de outras modalidades de crimes, fiquem com suas roupas quando de suas permanências no cárcere.

Bacharel Francisco Ribeiro Lima
Del./Policia/Perito Criminal/IC/DPT/SSP/Ex-Território/Federal/RO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias

Screenshot_20240718_121050_WhatsApp
Luto - Adalberto Mendanha
Screenshot_20240714_160605_Chrome
Luto - Morre Dalton di Franco
Screenshot_20240702_125103_WhatsApp
Luto - Cleuza Arruda Ruas
Screenshot_20240702_102327_WhatsApp
Corpo de Bombeiros conduz o corpo do Colega Jesse Bittencourt até o cemitério.
Screenshot_20240701_163703_WhatsApp
Luto - Jesse Mendonça Bitencourt
IMG-20240624-WA0159
Luto - Morre Salvador Santos
Screenshot_20240305_093343_Gallery
Unimed -Teleconsulta
Screenshot_20240312_051459_Facebook
Luto – Gertudes Alves Araujo Finzes
Screenshot_20240304_182440_WhatsApp
Nota de pesar - Francisco Candido Marcolino Neto
Screenshot_20240123_061932_Chrome
Bancada sindical busca consenso para apresentar contraproposta na MNNP

Últimas do Acervo

Screenshot_20240719_062109_Chrome
Dois anos da morte da morte do colega João Caetano da Silva.
Screenshot_20240719_061523_Chrome
Quatro anos da morte da morte do colega Antonio Jose Lizardo.
Screenshot_20240711_181900_WhatsApp
Um ano do falecimento do colega Jose Henrique da Silva.
Screenshot_20240711_123156_Chrome
Nove anos da morte do colega Justino Alves
Screenshot_20240702_125103_WhatsApp
Luto - Cleuza Arruda Ruas
Screenshot_20240702_102327_WhatsApp
Corpo de Bombeiros conduz o corpo do Colega Jesse Bittencourt até o cemitério.
Screenshot_20240701_163703_WhatsApp
Luto - Jesse Mendonça Bitencourt
Screenshot_20240610_144417_Chrome
Um ano da morte do colega Joao Couto Cavalcante
Nossa capa de hoje daremos destaque à colega Datiloscopista do ex-Territorio, Juliana Josefa da Silva, pessoa muito amável e querida por todos que a conhece.
Coletânea de arquivos fotográficos de companheiros antigos da PC - RO
Screenshot_20240510_192125_WhatsApp
Um ano da morte da morte do colega Antônio Rodrigues da Silva

Conte sua história

20220902_053249
Em estrada de barro, cadáver cai de rabecão
20220818_201452
A explosao de um quartel em Cacoal
20220817_155512
O risco de uma tragédia
20220817_064227
Assaltos a bancos continuam em nossos dias
116208107_10223720050895198_6489308194031296448_n
O começo de uma aventura que deu certo - Antonio Augusto Guimarães
245944177_10227235180291236_4122698932623636460_n
Três episódios da delegada Ivanilda Andrade na Polícia - Pedro Marinho
gabinete
O dia em que um preso, tentou esmurrar um delegado dentro do seu gabinete - Pedro Marinho.
Sem título
Em Porto Velho assaltantes levaram até o pesado cofre da Padaria Popular
cacoal
Cacoal nas eleições de 1978 - João Paulo das Virgens
Sem título
Assim nasceu a nossa associação da Polícia Civil do Território Federal de Rondônia