O risco de uma tragédia

WhatsApp
Facebook
Twitter

Delegado Francisco Ribeiro Lima

Foi um verdadeiro milagre, justamente no dia 15 de outubro do ano de 1980, quando o BOEING – 737 da VASP, de Prefixo PPSMH, procedente de São Paulo, com 72 passageiros a bordo, com escalas em Campo Grande, Cuiabá, Porto Velho, Rio de Janeiro, Manaus, Santarém-Belém.

No percurso – Cuiabá – Porto Velho, os comissários de bordo sentiram um cheiro diferente, como se algum fio elétrico estivesse queimando. O Comandante da Aeronave ao perceber tal coisa estranha,
empreendeu maior velocidade durante o vôo, fazendo com que o pouso no Aeroporto Belmonte em Porto Velho ocorresse antes do tempo previsto.

Logo após a aterrissagem da Aeronave, o inesperado aconteceu no momento em que foi aberta a porta do bagageiro, tamanha fora a surpresa de funcionários do Aeroporto, uma fumaça negra saia em meio as bagagens dos passageiros, o que veio a chamar a atenção dos funcionários da VASP e CORPO DE BOMBEIROS local, os quais pensando tratar-se de um princípio de incêndio, acorreram à Aeronave jogando simplesmente água, cuja ação contribuiu mais ainda o acúmulo de fumaça que formava um grande cogumelo ao ar.

combate à fumaça negra, que na verdade eram gases tóxicos, foi que os bombeiros se aperceberam que não se… tratava de curto-circuito na instalação elétrica da Aeronave, nem tampouco um princípio de incêndio, sendo que o fato só foi revelado após os exames periciais efetuados no interior do bagageiro, cuja causa surpreendeu não só aos passageiros que se achavam a bordo, como também aos comissários de bordo e ao próprio Comandante, uma vez que se tratava de Produtos Proibidos para o Transporte Aéreo, como sendo: “Ácido Clorídrico, Carvão Ativado, Oxalato de Potássio Crist. Fonnaldeido P.A, Sulfato de Cobre “Cúprico”, etc.

É importante ressalvar que a fiscalização nos aeroportos seja mais rígida, para que possa proporcionar maior segurança nos vôos.

Assim, como aconteceu apenas o risco de uma tragédia, poderia ter sido muito mais catastrófica culminando com a morte de 72 passageiros a bordo, bem como de toda tripulação da Aeronave.

Na qualidade de delegado de policia/perito criminal/diretor do IC/DPT/SSP, então Território Federal de Rondônia, realizei o Exame Técnico Pericial na Aeronave em referência, auxiliado pelo perito criminal Elias da Silva Mariano.

Bacharel Francisco Ribeiro Lima
Delegado/Policia/Perito Criminal
Ex-Território Federal de Rondônia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias

Screenshot_20240718_121050_WhatsApp
Luto - Adalberto Mendanha
Screenshot_20240714_160605_Chrome
Luto - Morre Dalton di Franco
Screenshot_20240702_125103_WhatsApp
Luto - Cleuza Arruda Ruas
Screenshot_20240702_102327_WhatsApp
Corpo de Bombeiros conduz o corpo do Colega Jesse Bittencourt até o cemitério.
Screenshot_20240701_163703_WhatsApp
Luto - Jesse Mendonça Bitencourt
IMG-20240624-WA0159
Luto - Morre Salvador Santos
Screenshot_20240305_093343_Gallery
Unimed -Teleconsulta
Screenshot_20240312_051459_Facebook
Luto – Gertudes Alves Araujo Finzes
Screenshot_20240304_182440_WhatsApp
Nota de pesar - Francisco Candido Marcolino Neto
Screenshot_20240123_061932_Chrome
Bancada sindical busca consenso para apresentar contraproposta na MNNP

Últimas do Acervo

Screenshot_20240719_062109_Chrome
Dois anos da morte da morte do colega João Caetano da Silva.
Screenshot_20240719_061523_Chrome
Quatro anos da morte da morte do colega Antonio Jose Lizardo.
Screenshot_20240711_181900_WhatsApp
Um ano do falecimento do colega Jose Henrique da Silva.
Screenshot_20240711_123156_Chrome
Nove anos da morte do colega Justino Alves
Screenshot_20240702_125103_WhatsApp
Luto - Cleuza Arruda Ruas
Screenshot_20240702_102327_WhatsApp
Corpo de Bombeiros conduz o corpo do Colega Jesse Bittencourt até o cemitério.
Screenshot_20240701_163703_WhatsApp
Luto - Jesse Mendonça Bitencourt
Screenshot_20240610_144417_Chrome
Um ano da morte do colega Joao Couto Cavalcante
Nossa capa de hoje daremos destaque à colega Datiloscopista do ex-Territorio, Juliana Josefa da Silva, pessoa muito amável e querida por todos que a conhece.
Coletânea de arquivos fotográficos de companheiros antigos da PC - RO
Screenshot_20240510_192125_WhatsApp
Um ano da morte da morte do colega Antônio Rodrigues da Silva

Conte sua história

20220903_061321
Suicídio em Rondônia - Enforcamento na cela.
20220902_053249
Em estrada de barro, cadáver cai de rabecão
20220818_201452
A explosao de um quartel em Cacoal
20220817_064227
Assaltos a bancos continuam em nossos dias
116208107_10223720050895198_6489308194031296448_n
O começo de uma aventura que deu certo - Antonio Augusto Guimarães
245944177_10227235180291236_4122698932623636460_n
Três episódios da delegada Ivanilda Andrade na Polícia - Pedro Marinho
gabinete
O dia em que um preso, tentou esmurrar um delegado dentro do seu gabinete - Pedro Marinho.
Sem título
Em Porto Velho assaltantes levaram até o pesado cofre da Padaria Popular
cacoal
Cacoal nas eleições de 1978 - João Paulo das Virgens
Sem título
Assim nasceu a nossa associação da Polícia Civil do Território Federal de Rondônia