Assassino de jornalistas se mata nos Estados Unidos

WhatsApp
Facebook
Twitter



Vester Lee Flanagan II, 41, foi demitido há dois anos da “WDBJ”, emissora onde trabalhavam Alison Parker, 24, e Adam Ward, 27, assassinados na manhã desta quarta-feira (26) durante uma transmissão ao vivo em Moneta, na Virgínia, nos EUA.

Flanagan, que trabalhava como repórter sob o nome de Bryce Williams, foi apontado como autor do crime. Segundo a polícia, ele atirou no próprio peito depois de tentar fugir do local, de carro, e morreu horas depois.

Uma conta no Twitter em nome de Bryce Williams postou, logo após o crime, alguns comentários sobre Alison Parker, acusando-as de ter feito observações racistas e dizendo que havia reportado tal acusação. Em seguida, escreveu: “eles [a emissora] a contrataram depois disso?” Alison Parker era estagiária da “WDBJ” até ser contratada no ano passado.

Flanagan acusou ainda Ward de tê-lo reportado ao setor de Recursos Humanos da empresa após terem trabalhado juntos. Ele então postou a mensagem “filmei o tiroteio, veja o Facebook”, e em seguida publicou vídeos do momento dos assassinatos, filmados em primeira pessoa.

A conta no Twitter (@bryce_williams7) foi criada há cerca de duas semanas. Antes do assassinato, Flanagan havia publicado algumas imagens pessoais no perfil.

Duas horas depois dos assassinatos, ele teria enviado um fax à emissora “ABC” fazendo referência à morte de fiéis em uma igreja negra da Carolina do Sul, em julho, indicando que a morte dos jornalistas seria uma vingança ao massacre.

“Um homem difícil de trabalhar”

Após a tragédia, a “WDBJ” dedicou todo seu espaço para lembrar das vítimas. Jeff Marks, diretor da emissora, também falou sobre Flanagan, contratado em 2012 e demitido um ano depois.

“Vester era um homem infeliz. Ele tinha algum talento, uma boa experiência, quando foi contratado, mas rapidamente ganhou a reputação de alguém com quem era difícil trabalhar. Ele procurava pessoas para que pudesse criar um conflito. Depois de vários episódios em que ele se deixou dominar pela raiva, nós o demitimos.”

Flanagan “não lidou bem” com a demissão, de acordo com Marks, e a polícia precisou ser chamada para retirá-lo do prédio. Apesar disso, o suspeito não deu indícios de que faria algum mal a alguém da emissora – ele encontrou alguns funcionários da “WDBJ” pela cidade após ter sido demitido, sem qualquer reação, segundo o representante.

Antes de ser demitido, Flanagan fez acusações de ter sido vítima de racismo. “Falamos com todo mundo na emissora, apesar de termos aqui um ambiente muito diversificado. Nenhuma acusação foi corroborada, e acabou arquivada”, disse Marks.

Em 2000, Flanagan disse ter sido vítima de racismo ao ser demitido da “WTWC-TV”, uma afiliada da NBC em Tallahassee, na Florida. Segundo o jornal “Tallahassee Democrat” publicou na época, ele alegou que diretores e colegas fizeram comentários ofensivos sobre negros e que, ao reclamar disso, acabou demitido.

A “WTWC-TV” negou as acusações. Segundo o jornal “The Telegraph”, uma fonte afirmou que Flanagan foi demitido por apresentar um comportamento “bizarro” e “ameaçar funcionários”. O caso foi resolvido em um acordo extrajudicial em 2001.

O suspeito tinha também uma conta no YouTube onde publicou, há cerca de dois anos, seu currículo, com várias reportagens para diferentes emissoras, abordando assuntos variados. Formado pela San Francisco State University, ele começou sua carreira como estagiário em 1993.

Além de trabalhar em diversas emissoras ao longo da carreira, Flanagan também atuou como modelo na década de 1990.
Uol

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias

Screenshot_20240718_121050_WhatsApp
Luto - Adalberto Mendanha
Screenshot_20240714_160605_Chrome
Luto - Morre Dalton di Franco
Screenshot_20240702_125103_WhatsApp
Luto - Cleuza Arruda Ruas
Screenshot_20240702_102327_WhatsApp
Corpo de Bombeiros conduz o corpo do Colega Jesse Bittencourt até o cemitério.
Screenshot_20240701_163703_WhatsApp
Luto - Jesse Mendonça Bitencourt
IMG-20240624-WA0159
Luto - Morre Salvador Santos
Screenshot_20240305_093343_Gallery
Unimed -Teleconsulta
Screenshot_20240312_051459_Facebook
Luto – Gertudes Alves Araujo Finzes
Screenshot_20240304_182440_WhatsApp
Nota de pesar - Francisco Candido Marcolino Neto
Screenshot_20240123_061932_Chrome
Bancada sindical busca consenso para apresentar contraproposta na MNNP

Últimas do Acervo

Screenshot_20240724_173111_WhatsApp
Quatro anos do falecimento do colega Lourival Brito de Souza.
Screenshot_20240719_062109_Chrome
Dois anos da morte da morte do colega João Caetano da Silva.
Screenshot_20240719_061523_Chrome
Quatro anos da morte da morte do colega Antonio Jose Lizardo.
Screenshot_20240711_181900_WhatsApp
Um ano do falecimento do colega Jose Henrique da Silva.
Screenshot_20240711_123156_Chrome
Nove anos da morte do colega Justino Alves
Screenshot_20240702_125103_WhatsApp
Luto - Cleuza Arruda Ruas
Screenshot_20240702_102327_WhatsApp
Corpo de Bombeiros conduz o corpo do Colega Jesse Bittencourt até o cemitério.
Screenshot_20240701_163703_WhatsApp
Luto - Jesse Mendonça Bitencourt
Screenshot_20240610_144417_Chrome
Um ano da morte do colega Joao Couto Cavalcante
Nossa capa de hoje daremos destaque à colega Datiloscopista do ex-Territorio, Juliana Josefa da Silva, pessoa muito amável e querida por todos que a conhece.
Coletânea de arquivos fotográficos de companheiros antigos da PC - RO

Conte sua história

20220903_061321
Suicídio em Rondônia - Enforcamento na cela.
20220902_053249
Em estrada de barro, cadáver cai de rabecão
20220818_201452
A explosao de um quartel em Cacoal
20220817_155512
O risco de uma tragédia
20220817_064227
Assaltos a bancos continuam em nossos dias
116208107_10223720050895198_6489308194031296448_n
O começo de uma aventura que deu certo - Antonio Augusto Guimarães
245944177_10227235180291236_4122698932623636460_n
Três episódios da delegada Ivanilda Andrade na Polícia - Pedro Marinho
gabinete
O dia em que um preso, tentou esmurrar um delegado dentro do seu gabinete - Pedro Marinho.
Sem título
Em Porto Velho assaltantes levaram até o pesado cofre da Padaria Popular
cacoal
Cacoal nas eleições de 1978 - João Paulo das Virgens