WhatsApp
Facebook
Twitter

Ação contra Sérgio Moro está com a ministra Nancy Andrighi




Sorteio realizado no dia 6 de maio no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) definiu que caberia à ministra Fátima Nancy Andrighi, Corregedora Nacional de Justiça, julgar a representação elaborada pelo Blog da Cidadania, de Eduardo Guimarães, contra o juiz responsável pela Operação Lava Jato; documento, motivado pela prisão indevida da cunhada de João Vaccari Neto e pela “omissão” de Sérgio Moro no que diz respeito à investigação de vazamentos da investigação, recebeu o apoio de 3.429 leitores

Por Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania

Na tarde de segunda-feira, 4 de maio de 2015, o Blog enviou por Sedex a um leitor de Brasília representação ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra o magistrado Sergio Fernando Moro, que oficia perante a 13ª Vara da Justiça Federal do Paraná.

A medida decorreu de postagem nesta página que perguntou aos leitores se a apoiariam, já que, havia muito, ouvia-se forte clamor nas redes sociais e na blogosfera contra o comportamento desse magistrado.

A representação foi protocolada no CNJ no dia 6 de maio.

A iniciativa recebeu apoio de 3.429 leitores, que deixaram, naquele post, seus comentários.

Vale mencionar que o CNJ é instituição pública que visa aperfeiçoar o trabalho do sistema judiciário brasileiro, principalmente no que diz respeito ao controle e à transparência administrativa e processual.

Criado em 31 de dezembro de 2004 e instalado em 14 de junho de 2005, o CNJ tem sua sede em Brasília, mas atua em todo o território nacional.

De acordo com a Constituição Federal, compete ao CNJ zelar pela autonomia do Poder Judiciário e pelo cumprimento do Estatuto da Magistratura, definir os planos, metas e programas de avaliação institucional do Poder Judiciário, receber reclamações, petições eletrônicas e representações contra membros ou órgãos do Judiciário, julgar processos disciplinares e melhorar práticas e celeridade, publicando semestralmente relatórios estatísticos referentes à atividade jurisdicional em todo o país.

O Conselho Nacional de Justiça é composto por 15 conselheiros, sendo nove magistrados, dois membros do Ministério Público, dois advogados e dois cidadãos de notável saber jurídico.

No dia 6 de maio, houve sorteio no CNJ para decidir a quem caberia analisar a representação contra o juiz Moro; o processo foi para as mãos da Corregedora Nacional de Justiça, a ministra Fátima Nancy Andrighi, gaúcha de Soledade, de 63 anos.

Confira, baixo, a movimentação do processo desde o protocolo.

Em consulta à Secretaria Processual do Conselho Nacional de Justiça, o Blog recebeu os meios de fazer o acompanhamento do processo pela Internet. O número para consultar o andamento será enviado por e-mail aos leitores que apoiaram a medida e que manifestarem interesse em recebê-lo.

Para receber o número para acompanhamento do processo o leitor deverá colocar comentário neste post pedindo para recebê-lo por e-mail. O nome do leitor será checado e se tiver dado seu apoio à representação, receberá o número.

A partir deste momento, o Blog fará um sorteio dos leitores que manifestaram interesse em integrar uma comissão de 3 homens e 3 mulheres que pedirá audiência com a ministra Andrighi para obter mais informações sobre o caso. Até porque, por telefone o CNJ não informou quando a ministra dará seu despacho sobre a representação, definindo se será arquivada ou terá prosseguimento.

Quem ainda quiser integrar essa comissão que irá ao CNJ pode deixar seu comentário neste post. Os interessados participarão de um sorteio, a forma mais democrática encontrada para escolher os membros dessa comissão.

Como a medida é de interesse de todas essas 3.429 pessoas que a apoiaram, será proposto a todas que ajudem a financiar a viagem dos membros da comissão que não residem em Brasília. Como são muitos apoiadores, o custo para apoiar a viagem da comissão será praticamente irrisório, se todos contribuírem.

Serão compradas seis passagens aéreas e, em princípio, bastará um dia para a viagem, não sendo necessária hospedagem. Claro que, se houver um ou mais integrantes residentes em Brasília, a esses não será necessário fazer viagem.

No último dia 14 de maio, esta página publicou post propondo a formação da comissão. Algumas dezenas de pessoas manifestaram interesse em integrá-la. Essas pessoas participarão do sorteio com aquelas que eventualmente manifestarem neste post intenção de participar.

Imagina-se que antes do fim de junho essa visita ao CNJ deverá se concretizar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias

Screenshot_20240718_121050_WhatsApp
Luto - Adalberto Mendanha
Screenshot_20240714_160605_Chrome
Luto - Morre Dalton di Franco
Screenshot_20240702_125103_WhatsApp
Luto - Cleuza Arruda Ruas
Screenshot_20240702_102327_WhatsApp
Corpo de Bombeiros conduz o corpo do Colega Jesse Bittencourt até o cemitério.
Screenshot_20240701_163703_WhatsApp
Luto - Jesse Mendonça Bitencourt
IMG-20240624-WA0159
Luto - Morre Salvador Santos
Screenshot_20240305_093343_Gallery
Unimed -Teleconsulta
Screenshot_20240312_051459_Facebook
Luto – Gertudes Alves Araujo Finzes
Screenshot_20240304_182440_WhatsApp
Nota de pesar - Francisco Candido Marcolino Neto
Screenshot_20240123_061932_Chrome
Bancada sindical busca consenso para apresentar contraproposta na MNNP

Últimas do Acervo

Screenshot_20240719_062109_Chrome
Dois anos da morte da morte do colega João Caetano da Silva.
Screenshot_20240719_061523_Chrome
Quatro anos da morte da morte do colega Antonio Jose Lizardo.
Screenshot_20240711_181900_WhatsApp
Um ano do falecimento do colega Jose Henrique da Silva.
Screenshot_20240711_123156_Chrome
Nove anos da morte do colega Justino Alves
Screenshot_20240702_125103_WhatsApp
Luto - Cleuza Arruda Ruas
Screenshot_20240702_102327_WhatsApp
Corpo de Bombeiros conduz o corpo do Colega Jesse Bittencourt até o cemitério.
Screenshot_20240701_163703_WhatsApp
Luto - Jesse Mendonça Bitencourt
Screenshot_20240610_144417_Chrome
Um ano da morte do colega Joao Couto Cavalcante
Nossa capa de hoje daremos destaque à colega Datiloscopista do ex-Territorio, Juliana Josefa da Silva, pessoa muito amável e querida por todos que a conhece.
Coletânea de arquivos fotográficos de companheiros antigos da PC - RO
Screenshot_20240510_192125_WhatsApp
Um ano da morte da morte do colega Antônio Rodrigues da Silva

Conte sua história

20220903_061321
Suicídio em Rondônia - Enforcamento na cela.
20220902_053249
Em estrada de barro, cadáver cai de rabecão
20220818_201452
A explosao de um quartel em Cacoal
20220817_155512
O risco de uma tragédia
20220817_064227
Assaltos a bancos continuam em nossos dias
116208107_10223720050895198_6489308194031296448_n
O começo de uma aventura que deu certo - Antonio Augusto Guimarães
245944177_10227235180291236_4122698932623636460_n
Três episódios da delegada Ivanilda Andrade na Polícia - Pedro Marinho
gabinete
O dia em que um preso, tentou esmurrar um delegado dentro do seu gabinete - Pedro Marinho.
Sem título
Em Porto Velho assaltantes levaram até o pesado cofre da Padaria Popular
cacoal
Cacoal nas eleições de 1978 - João Paulo das Virgens