Jovem deputado defende reforma e diz que ECA “dá nojo”

WhatsApp
Facebook
Twitter

 
O deputado federal, Pedro Cunha Lima (PSDB), defendeu a retomada das discussões no Congresso sobre a reforma do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), prevendo mais rigor para jovens infratores (PL 5454/13). O parlamentar lamentou e destacou como exemplo, os três adolescentes apreendidos após participarem do estupro coletivo a cinco mulheres na cidade de Queimadas (PB) e do assassinato de duas delas, em 2012, que já estão em liberdade. O caso chocou o Brasil e ficou conhecido como a “barbárie de Queimadas”.

Para o deputado, o crime foi hediondo e não poderia ter tido o mesmo tratamento que crimes com grau de periculosidade menor. Pedro acredita que a Câmara deve voltar a debater o assunto e pensar em instrumentos mais eficazes de prevenção ao envolvimento de crianças e adolescentes em delitos, mas também, em formas mais eficientes de puni-los e evitar a reincidência.

“Nós só não podemos assistir sem nada fazer. Os três adolescentes de Queimadas já estão em liberdade e não terão, sequer, registro de antecedentes criminais. De acordo com a Legislação atual, eles não cometeram um crime, mas sim, um ato infracional. Eles participaram ativamente do estupro de cinco mulheres e do assassinato de duas delas. Após três anos, eles voltaram ao convívio em sociedade e são considerados réus primários. Como podemos aceitar?”, indagou o deputado, acrescentando: “Esses fatos indignam a sociedade. A mudança no ECA é imperiosa e urgente porque o ECA hoje é de dar nojo!”, disse o parlamentar em entrevista à rádio 98 FM de João Pessoa.

Soltos – Os jovens cumpriam a medida socioeducativa no Lar do Garoto, no município de Lagoa Seca, a 136,2 quilômetros da Capital João Pessoa, desde o dia 12 de fevereiro de 2012 e foram liberados no dia 30 de janeiro deste ano. Conforme informações da imprensa local, apenas um deles voltou a morar na cidade de Queimadas. Os outros dois adolescentes estariam residindo na casa de parentes nos estados de Goiás e do Rio de Janeiro.

“O cumprimento da medida socioeducativa não significa que eles se recuperaram. Defendo a revisão da medida de reclusão para crimes hediondos, acompanhada de um programa especial de tratamento psicossocial e educacional, para que possamos tornar mais eficaz a reinserção desses jovens na sociedade e diminuir as possibilidades de reincidência no crime”, defendeu.

PL – O Projeto de Lei 5454/2013 propõe mudanças no ECA e ganhou visibilidade por ter sido apresentado pessoalmente pelo governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), ao presidente da Casa em 2013. Contudo, como o governador não tem prerrogativa para propor projetos de Lei na Câmara, a proposta foi apresentada pela deputada Andreia Zito (PSDB-RJ). A proposta voltará a ser debatida este ano.

Barbárie – A ‘barbárie de Queimadas’ chocou o País no ano de 2012. Cinco mulheres foram atraídas a uma festa de aniversário e “dadas de presente” ao aniversariante. Elas foram estupradas por 10 homens, entre eles, três adolescentes. Duas delas foram assassinadas por terem reconhecido os criminosos.

Parlamentopb.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias

Screenshot_20240718_121050_WhatsApp
Luto - Adalberto Mendanha
Screenshot_20240714_160605_Chrome
Luto - Morre Dalton di Franco
Screenshot_20240702_125103_WhatsApp
Luto - Cleuza Arruda Ruas
Screenshot_20240702_102327_WhatsApp
Corpo de Bombeiros conduz o corpo do Colega Jesse Bittencourt até o cemitério.
Screenshot_20240701_163703_WhatsApp
Luto - Jesse Mendonça Bitencourt
IMG-20240624-WA0159
Luto - Morre Salvador Santos
Screenshot_20240305_093343_Gallery
Unimed -Teleconsulta
Screenshot_20240312_051459_Facebook
Luto – Gertudes Alves Araujo Finzes
Screenshot_20240304_182440_WhatsApp
Nota de pesar - Francisco Candido Marcolino Neto
Screenshot_20240123_061932_Chrome
Bancada sindical busca consenso para apresentar contraproposta na MNNP

Últimas do Acervo

Screenshot_20240719_062109_Chrome
Dois anos da morte da morte do colega João Caetano da Silva.
Screenshot_20240719_061523_Chrome
Quatro anos da morte da morte do colega Antonio Jose Lizardo.
Screenshot_20240711_181900_WhatsApp
Um ano do falecimento do colega Jose Henrique da Silva.
Screenshot_20240711_123156_Chrome
Nove anos da morte do colega Justino Alves
Screenshot_20240702_125103_WhatsApp
Luto - Cleuza Arruda Ruas
Screenshot_20240702_102327_WhatsApp
Corpo de Bombeiros conduz o corpo do Colega Jesse Bittencourt até o cemitério.
Screenshot_20240701_163703_WhatsApp
Luto - Jesse Mendonça Bitencourt
Screenshot_20240610_144417_Chrome
Um ano da morte do colega Joao Couto Cavalcante
Nossa capa de hoje daremos destaque à colega Datiloscopista do ex-Territorio, Juliana Josefa da Silva, pessoa muito amável e querida por todos que a conhece.
Coletânea de arquivos fotográficos de companheiros antigos da PC - RO
Screenshot_20240510_192125_WhatsApp
Um ano da morte da morte do colega Antônio Rodrigues da Silva

Conte sua história

20220903_061321
Suicídio em Rondônia - Enforcamento na cela.
20220902_053249
Em estrada de barro, cadáver cai de rabecão
20220818_201452
A explosao de um quartel em Cacoal
20220817_155512
O risco de uma tragédia
20220817_064227
Assaltos a bancos continuam em nossos dias
116208107_10223720050895198_6489308194031296448_n
O começo de uma aventura que deu certo - Antonio Augusto Guimarães
245944177_10227235180291236_4122698932623636460_n
Três episódios da delegada Ivanilda Andrade na Polícia - Pedro Marinho
gabinete
O dia em que um preso, tentou esmurrar um delegado dentro do seu gabinete - Pedro Marinho.
Sem título
Em Porto Velho assaltantes levaram até o pesado cofre da Padaria Popular
cacoal
Cacoal nas eleições de 1978 - João Paulo das Virgens