Por ordem judicial, Bolsonaro pede desculpas à deputada Maria do Rosário, do PT

Em 2017, ele chegou a publicar em suas redes sociais que não pediria desculpas a Maria do Rosário […]


Por ordem judicial, Bolsonaro pede desculpas à deputada Maria do Rosário, do PT

Em 2017, ele chegou a publicar em suas redes sociais que não pediria desculpas a Maria do Rosário

Por TALITA FERNANDES/FOLHAPRESS
A Bolsonaro foi determinado que ele se retratasse publicamente e pagasse a ela R$ 10 mil por danos morais à deputada (Foto: Reprodução)
Após determinação judicial, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) publicou uma mensagem de retratação à deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) nesta quinta-feira (13) por ter dito que ela “não merecia ser estuprada”.

“Em razão de determinação judicial, venho pedir publicamente desculpas pelas minhas falas passadas dirigidas à deputada federal Maria do Rosário Nunes”, escreveu o presidente em mensagem postada em suas redes sociais.

A Bolsonaro foi determinado que ele se retratasse publicamente e pagasse a ela R$ 10 mil por danos morais à deputada. O caso foi decidido pela Justiça do Distrito Federal e concluído em maio.

Em 2017, ele chegou a publicar em suas redes sociais que não pediria desculpas a Maria do Rosário.

No texto publicado em sua conta no Twitter, ao se referir ao episódio, que ocorreu em 2014, ele disse que “no calor do momento, em embate ideológico entre parlamentares”, repetiu uma discussão que teve com a deputada petista em 2003, na Câmara.


Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email