Oposição quer presença de Lula na CPI da Petrobras

WhatsApp
Facebook
Twitter

 

Integrantes da bancada de oposição no Congresso defendem a ida do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para prestar esclarecimentos na nova CPI da Petrobras, que será instalada na próxima semana na Câmara; fato de Lula ter recebido representantes de empreiteiras investigadas na operação Lava Jato é o motivo principal; “Se ele for honesto, se disporia a depor na CPI. Nenhum homem público pode se negar a falar sobre o que fez”, disse o deputado Rubens Bueno (PPS-PR); também são a favor de um convite para que o ex-presidente sente na cadeira da CPI o senador Ronaldo Caiado (DEM) e o líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho; senador Aécio Neves (PSDB), entretanto, descartou a medida
247 – Deputados e senadores de oposição defenderam nesta sexta-feira, 20, a ida do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para prestar esclarecimentos na nova CPI da Petrobras, que será instalada na próxima semana na Câmara dos Deputados.

Entre os motivos alegados pelos congressistas está o fato de representantes de empreiteiras envolvidas na operação Lava Jato terem procurado o ex-presidente para evitar o colapso econômico das empresas. Nesta sexta-feira, o Ministério Público Federal do Paraná pediu o ressarcimento de R$ 4,47 bilhões de seis empresas envolvidas no esquema de corrupção na Petrobras.

“Ninguém pode deixar de dar uma resposta. Se ele for honesto, se disporia a depor na CPI. Nenhum homem público pode se negar a falar sobre o que fez”, disse o deputado Rubens Bueno (PPS-PR). Segundo Bueno, Lula teria viajado em jatinhos das empresas e promovido, antes e depois de seu mandato, as empreiteiras em obras dentro e fora do País.

Outro parlamentar que defende ver Lula sentado numa cadeira da CPI da Petrobras é o líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho (PE). “São coisas que se conectam com a pressão sobre o ministro da Justiça, que recebeu advogados (dos executivos das empreiteiras) fora das agendas oficiais. Há todo um ambiente de pressão sobre o poder Judiciário, seja na primeira instância ou no âmbito do Supremo Tribunal Federal. É uma estrutura sendo movimentada com o intuito de abafar o caso”.

Para o deputado Marcus Pestana (PSDB-MG), embora o ex-presidente Lula possa receber quem queira, é preciso ficar atento para possíveis interferências dele no governo.

O líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), é a favor do pedido para chamar o ex-presidente. Caiado lembrou que na CPI mista sobre a estatal que funcionou ano passado já havia apresentado requerimentos para ouvir Lula e também Dilma. Os dois pedidos, contudo, foram rejeitados – no caso da Dilma, por falta de amparo legal por não se poder fazer esse tipo de pedido.

“Vejo a ida dessas duas pessoas como extremamente relevantes. Temos que buscar a falar de quem tem que dar a última palavra, não é o (Pedro) Barusco, o (Renato) Duque, e o (João) Vaccari, porque essas pessoas são como o Delúbio, as tarefeiras”, disse. “Lula e Dilma são os autores intelectuais do processo”, completou. Leia mais

Aécio descarta

Diferente dos colegas de oposição, o presidente do PSDB descartou, em um primeiro momento um eventual pedido de ida do ex-presidente a CPI da Petrobras. Aécio disse que não vai tomar uma “iniciativa individual” na direção de chamar Lula para depor na CPI, embora tenha ressaltado que a comissão tem de estar aberta a “todas as possibilidades”.

O senador criticou o fato de Lula e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamoto, terem recebido representantes das empreiteiras. “Recorrerem a um ex-presidente como se o Brasil fosse uma republiqueta onde a interferência política pudesse mudar o rumo de investigações é desconhecer a realidade de um país que, se não avançou nos seus procedimentos éticos em razão do que aconteceu nos últimos 12 anos, felizmente avançou do ponto de vista da solidez das instituições”, afirmou Aécio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias

Screenshot_20240718_121050_WhatsApp
Luto - Adalberto Mendanha
Screenshot_20240714_160605_Chrome
Luto - Morre Dalton di Franco
Screenshot_20240702_125103_WhatsApp
Luto - Cleuza Arruda Ruas
Screenshot_20240702_102327_WhatsApp
Corpo de Bombeiros conduz o corpo do Colega Jesse Bittencourt até o cemitério.
Screenshot_20240701_163703_WhatsApp
Luto - Jesse Mendonça Bitencourt
IMG-20240624-WA0159
Luto - Morre Salvador Santos
Screenshot_20240305_093343_Gallery
Unimed -Teleconsulta
Screenshot_20240312_051459_Facebook
Luto – Gertudes Alves Araujo Finzes
Screenshot_20240304_182440_WhatsApp
Nota de pesar - Francisco Candido Marcolino Neto
Screenshot_20240123_061932_Chrome
Bancada sindical busca consenso para apresentar contraproposta na MNNP

Últimas do Acervo

Screenshot_20240719_062109_Chrome
Dois anos da morte da morte do colega João Caetano da Silva.
Screenshot_20240719_061523_Chrome
Quatro anos da morte da morte do colega Antonio Jose Lizardo.
Screenshot_20240711_181900_WhatsApp
Um ano do falecimento do colega Jose Henrique da Silva.
Screenshot_20240711_123156_Chrome
Nove anos da morte do colega Justino Alves
Screenshot_20240702_125103_WhatsApp
Luto - Cleuza Arruda Ruas
Screenshot_20240702_102327_WhatsApp
Corpo de Bombeiros conduz o corpo do Colega Jesse Bittencourt até o cemitério.
Screenshot_20240701_163703_WhatsApp
Luto - Jesse Mendonça Bitencourt
Screenshot_20240610_144417_Chrome
Um ano da morte do colega Joao Couto Cavalcante
Nossa capa de hoje daremos destaque à colega Datiloscopista do ex-Territorio, Juliana Josefa da Silva, pessoa muito amável e querida por todos que a conhece.
Coletânea de arquivos fotográficos de companheiros antigos da PC - RO
Screenshot_20240510_192125_WhatsApp
Um ano da morte da morte do colega Antônio Rodrigues da Silva

Conte sua história

20220903_061321
Suicídio em Rondônia - Enforcamento na cela.
20220902_053249
Em estrada de barro, cadáver cai de rabecão
20220818_201452
A explosao de um quartel em Cacoal
20220817_155512
O risco de uma tragédia
20220817_064227
Assaltos a bancos continuam em nossos dias
116208107_10223720050895198_6489308194031296448_n
O começo de uma aventura que deu certo - Antonio Augusto Guimarães
245944177_10227235180291236_4122698932623636460_n
Três episódios da delegada Ivanilda Andrade na Polícia - Pedro Marinho
gabinete
O dia em que um preso, tentou esmurrar um delegado dentro do seu gabinete - Pedro Marinho.
Sem título
Em Porto Velho assaltantes levaram até o pesado cofre da Padaria Popular
cacoal
Cacoal nas eleições de 1978 - João Paulo das Virgens